Pesquisar

Sincerely, Eco

Mês

Março 2016

St. Patrick’s: Made In USA?

St. Patrick’s Day is this Thursday, March 17. Millions of people will dress up in green and celebrate with parades, good cheer, and perhaps a glass of beer the biggest Irish holiday. However, the modern celebration of St. Patrick’s Day really has almost nothing to do with the real man who originated this tradition. So who was the man behind the St. Patrick’s Day?

To begin with, the real St. Patrick was not originally Irish. He was born in England around 390 in an aristocratic Christian family with a house in the city, a country house and plenty of slaves. Contradictorily, Patrick did not professed any interest in Christianity as a young boy.

At 16, Patrick’s world crumbled: he was kidnapped and sent abroad to take care of the sheep as a slave in the cold mountainous landscape of Ireland for over seven years. And it was during this period that he had a religious conversion and became a deeply devouted Christian.

According to folklore, a voice came to Patrick in his dreams telling him to run away. And the next day he found a passage to a pirate ship back to Britain, where he met up with his family. A few years later the same voice told him to return to Ireland. This time the voice ordered to then Father Patrick to returne to Ireland and spend the rest of his life trying to convert the pagan Irish to Christianity.

Patrick’s work in Ireland was difficult, he was constantly attacked by bandits, harassed by the Irish royalty, and warned by his British superiors. After his death, on March 17th, 461, Patrick was largely forgotten. But slowly, the myths grew around Patrick and few centuries later, he was honored as the patron saint of Ireland.

According to one legend, Patrick used the three leaves of a shamrock to explain the Christian holy Trinity to pagans. Today the clover is one of the greatest symbols of both St. Patrick’s Day and Ireland. But many argue that even with the clover on their side, the country has had little luck.

Another myth of St. Patrick is the claim that he drove the snakes out of Ireland. The truth is that nowadays there are really no snakes on the island, but science confirms that they never existed there. Ireland, after all, is surrounded by very cold ocean waters to allow snakes to migrate from Britain or anywhere else. And taking into account that since long ago the snakes represented evil in literature, so when St. Patrick supposedly drove the snakes out of Ireland, is symbolically saying he took away the old and harmful pagan customs of Ireland and brought a new era.

Now returning to the party, until late 70s St. Patrick’s Day was a small religious holiday in Ireland. A priest would acknowledge the holiday and families would celebrate it with a great meal, but it would end there.

Some say that St. Patrick’s Day was basically invented in USA by Irish immigrants. The experts say that the story is that Irish charitable organizations originally celebrated St. Patrick’s Day with banquets in places like Boston, Massachusetts, Savannah, Georgia, and Charleston South Carolina. And when Irish soldiers fought among the British during Revolutionary War they made the first parades on St. Patrick’s Day. Some soldiers, for example, marched through New York City in 1762 to reconnect with their Irish roots. Other festivities followed few years later, including celebrations in Boston, Philadelphia and Chicago. This holiday has become not only a way to honor the saint, but also an ethnic identity confirmation and creating bonds of solidarity.

Somewhere in the 19th century, as the celebrations of St. Patrick’s Day were flourishing, the green color has become a demonstration of commitment to Ireland, the emerald island. Then in 1962, this show of solidarity took a spectacular turn in Chicago when the city decided to dye a part of the Chicago River green. The tradition began after the parade organizer, Steve Bailey, who was head of the union of plumbers, had stained the uniform of a colleague with the dye used to trace possible sources of pollution in the river that was a brilliant green. Some say the idea came from there. They are still doing it every year as the environmental impact of the dye is minimal compared to the pollution and the view is really stunning.

But now talking about the most important part of St. Patrick’s Day which is nothing less than beer. And not just any beer, but specifically Guiness. The average world consumption in one day is 5.5 million pints, but on St. Patrick’s Day, that number rises to more than double, to the phenomenal 13 million liters!

Guiness, like many other traditions that have been relocated to the US by Irish people, added popularity to St. Patrick’s Day and the important outcome is that it was an amazingly good way to increase tourism during the spring time.

So do not forget to wear your green piece today and if you have the opportunity, enjoy your happy hour with a nice pint of Guiness. Meanwhile, take a look at some green products from our store.

Keep on Eco.

Anúncios

St.Patrick’s: Made in USA?

O Dia de St. Patrick é já esta quinta-feira, 17 de março. Milhões de pessoas vão vestir-se em verde e comemorar com desfiles, bom ânimo, e talvez um copo de cerveja o maior feriado irlandês. No entanto, a celebração moderna do dia de St. Patrick realmente não tem quase nada a ver com o homem real que originou esta tradição. Então quem era o homem atrás do dia de St. Patrick?

Para começar, o verdadeiro St. Patrick não era originalmente irlandês. Ele nasceu na Inglaterra em torno de 390 numa família cristã aristocrata com uma casa na cidade, uma casa de campo e abundância de escravos. Contraditoriamente, Patrick não professava qualquer tipo de interesse no cristianismo enquanto um jovem rapaz.

Aos 16 anos, o mundo de Patrick virou: ele foi sequestrado e enviado para o exterior para cuidar das ovelhas como um escravo na fria paisagem montanhosa da Irlanda durante mais de sete anos.  E foi durante este período que ele teve uma conversão religiosa e tornou-se um cristão profundamente devoto.

De acordo com a folclore, uma voz veio a Patrick nos seus sonhos a dizer-lhe para fugir. E no dia a seguir ele encontrou uma passagem para um navio pirata de volta à Grã-Bretanha, onde se reuniu com sua família. Alguns anos mais tarde a mesma voz então disse-lhe para voltar para a Irlanda. Desta vez a voz ordenou que o então padre Patrick voltasse à Irlanda e passasse o resto de sua vida tentando converter os irlandeses ao cristianismo.

O trabalho de Patrick na Irlanda foi difícil, ele era constantemente agredido por bandidos, perseguidos pela realeza irlandesa, e advertido por seus superiores britânicos. Depois da sua morte, no dia 17 de março de 461, Patrick foi amplamente esquecido. Mas, lentamente, os mitos cresciam em torno de Patrick e, alguns séculos mais tarde, ele foi homenageado como o santo padroeiro da Irlanda.

Segundo uma das lendas, Patrick teria usado as três folhas de um trevo para explicar a santíssima Trindade cristã aos pagãos. Hoje em dia o trevo é um dos maiores símbolos tanto do dia de St. Patrick como da Irlanda. Mas muitos referem que mesmo com o trevo do seu lado, o país tem tido pouca sorte.

Outro mito de St. Patrick é a alegação de que ele expulsou as serpentes da Irlanda. A verdade é que hoje em dia realmente não existem cobras na ilha, mas a ciência confirma que elas nunca existiram. A Irlanda, afinal de contas, é cercada por águas do oceano muito frias para permitir as cobras para migrar da Grã-Bretanha ou de qualquer outro lugar. E, tendo em conta que desde antigamente que as cobras representam o mal na literatura, então quando St. Patrick supostamente dirigiu as serpentes para fora da Irlanda, é simbolicamente dizendo que ele levou os antigos e nocivos costumes pagãos da Irlanda e trouxe uma nova era.

Agora voltando à festa, até a década de 70 o dia de St. Patrick era um pequeno feriado religioso na Irlanda. Um padre reconheceria o dia de festa e as famílias iriam comemora-lo com uma grande refeição, mas as acabava-se ali.

Há quem diga que o dia de St. Patrick foi basicamente inventado nos Estados Unidos por imigrantes irlandeses. Os especialistas em história dizem que as organizações de caridade irlandesas originalmente comemoravam o dia de St. Patrick com banquetes nos lugares como Boston, Massachusetts, Savannah, Georgia, Charleston e Carolina do Sul.

Desde o século XVIII os soldados irlandeses que lutavam com os britânicos na Guerra Revolucionária realizaram os primeiros desfiles do dia de St. Patrick. Alguns soldados, por exemplo, marcharam pela cidade de Nova York em 1762 para se reconectar com suas raízes irlandesas. Outros desfiles seguiram nos anos e décadas depois, incluindo celebrações em Boston, Filadélfia e Chicago. O dia tornou-se não só uma forma de homenagear o santo, mas também uma confirmação de identidade étnica e criação de laços de solidariedade.

Em algum momento do século 19, como as comemorações do dia de St. Patrick estavam a florescer, vestir a cor verde tornou-se uma demonstração de compromisso com a Irlanda, a ilha esmeralda. Então em 1962, esta demonstração de solidariedade deu uma guinada espectacular em Chicago quando a cidade decidiu tingir uma parte do rio de Chicago de verde. A tradição começou depois de organizador do desfile, Steve Bailey, que era chefe do sindicato dos encanadores, tinha manchado a uniforme de um colega com o corante usado para rastrear possíveis fontes de poluição no rio que era um verde brilhante. Há quem afirme que a ideia veio daí. O impacto ambiental do corante é mínimo, comparado com a poluição, e a visão é realmente deslumbrante.

Mas agora falando da parte mais importante do dia de St. Patrick que é nada mais nada menos que cerveja. E não só cerveja, mas sim especificamente Guiness. A média de consumo mundial num só dia é de 5,5 milhões de pints, mas no dia de St. Patrick, esse número sobe para mais que o dobro, para os fenomenais 13 milhões de litros!

Guiness, tal como muitas outras tradições que foram relocadas para EUA pelos irlandeses, acrescentou popularidade ao dia de St. Patrick e a importância de celebração do mesmo foi uma boa maneira de aumentar o turismo na primavera ao nível mundial.

Por isso, não esqueça de vestir a sua peça verde hoje e, se tiver oportunidade, usufrua a happy hour com uma bela pint de Guiness. Enquanto isso, aproveite ainda para ver os produtos verdes da nossa loja.

Mantenha-se Eco.

For you, lovely

Mothers, sisters, friends and girlfriends … what would we do without them? No one can honestly say how much we owe to a huge amount of women in our lives. Mothers who made us soup when we were sick as children, sisters who helped us decide what to wear on a first date and heard our ridiculous stories keeping the secret and wives that somehow manage to combine both a career and family , never losing pace. Women’s Day is all about the celebration of incredibility and importance of these people.

This holiday is perhaps especially important in those parts of the world where women are still forced to deal with a shocking inequality daily and is intended to raise awareness of the challenges and struggles faced by these women. Women’s Day celebrates women’s history, highlighting major events, goals and achievements, and aims to promote and raise awareness of women’s rights, to achieve equal status of opportunities in all spheres of life.

Today may come as a sad surprise that Women’s Day was celebrated for the first time only on 28 February 1909. Two years later, the German socialist, Luise Zietz proposed that this holiday should become international to celebrate several women’s issues, such as suffrage, in order to promote equal rights for women.

The first Women’s Days were celebrated in a very different way than they are today, with hundreds of demonstrations that were taking place in Europe. During these events, the women demanded that finally they were given both the right to vote and hold public office, as the resolution of issues such as discrimination in employment.

In 1917, the statements of Russian feminist group in St. Petersburg helped initiate the February Revolution. When women marched through the city demanding the end of the First World War, even the greatest revolutionary leaders were not expecting such a stir that these caused at social level and the great consequences that those had in the final result of the revolution.

Until 1977, the Women’s Day was celebrated mainly in socialist countries. In Russia, for example, the holiday was celebrated always on last Sunday of February. And only after the decision of the General Assembly of the United Nations to proclaim the day of the International Women’s March, March 8, the holiday has gained popularity around the world and got a fixed date.

And on this special day we present you 10 amazing facts about women. Here we’ve compiled a list of some surprising facts we think you need to know:

1 – The researchers say that women speak about 20,000 words per day on average. There are only 7,000 for men.

2 – According to care.org, women produce half the world’s food but they own only one percent of agricultural land.

3 – It is the Mary Queen of Scots who have been assigned to create the world’s first golf course.

4 – Currently, there are 17 countries with women as heads of government, heads of state, or both. According to the UN, it is more than double in comparison to 2005.

5 – Of total population of women worldwide, about half (54%) are mothers.

6 – Generally considered the world’s first novel, The Tale of Genji was written in Japan around the year 1000 by Murasaki Shikibu – a woman.

7 – A woman has on average more than 25 pairs of shoes.

8 – Research has shown that the probability of a woman giving birth to a girl instead of a boy significantly increases the closer she lives to equator.

9 – According to the United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization (UNESCO), 39 million girls worldwide are not enrolled in school and are denied secondary education.

10 – The two highest IQ ever recorded in a pattern test belong to women.

And now that I’ve already spent 700 words of my daily 20.000, let me also remind you not to forget to congratulate the important women in your life. And to help them solve some of the day to day problems, we leave you the best deals from our online shop.

Keep on Eco.

Adoráveis

Mãe, irmãs, amigas e companheiras… o que faríamos sem elas? Ninguém pode dizer honestamente o que só não devemos à uma quantidade enorme de mulheres nas nossas vidas. Das mães que nos fizeram sopinha quando estávamos doentes enquanto crianças, às irmãs que nos ajudaram a decidir o que vestir no primeiro encontro e ouviram as nossas histórias ridículas guardando o segredo, até as esposas que de alguma forma conseguem conciliar tanto uma carreira como a família, nunca perdendo o ritmo. Dia da Mulher é todo sobre a celebração da incredibilidade e importância dessas pessoas.

Este feriado é talvez especialmente importante para aquelas partes do mundo onde as mulheres ainda são forçadas a lidar com uma desigualdade chocante diariamente e destina-se a aumentar a consciencialização sobre os desafios e as lutas enfrentadas por estas mulheres. Dia da Mulher celebra a história das mulheres, destacando eventos principais, metas e realizações, e tem como objetivo promover e aumentar a consciência dos direitos das mulheres, para alcançar o status de igualdade de oportunidades em todas as esferas da vida.

Hoje em dia pode vir como uma triste surpresa que o Dia da Mulher foi celebrado pela primeira vez só no dia 28 de Fevereiro de 1909. Dois anos mais tarde, o socialista alemão, Luise Zietz, propôs que o feriado se tornasse internacional para comemorar várias questões das mulheres, como o sufrágio, de modo a promover a igualdade dos direitos para as mulheres.

Os primeiros dias da Mulher foram comemorados de uma forma muito diferente do que são hoje em dia, com centenas de manifestações que estavam a decorrer na Europa. Durante essas manifestações, as mulheres exigiam que finalmente lhes fossem atribuídos tanto o direito de votar e ocupar cargos públicos, como a resolução de questões como discriminação no emprego.

Em 1917, as demonstrações do grupo feminista russo de São Petersburgo ajudaram a iniciar a Revolução de Fevereiro. Quando as mulheres marchavam pela cidade exigindo o fim da Primeira Guerra Mundial, mesmo os maiores lideres revolucionários não estavam à espera de tanta agitação que estas provocaram ao nível social e as grandes consequências que tiveram no resultado final da revolução.

Até 1977, o Dia da Mulher foi comemorado principalmente em países socialistas.  Na Rússia, por exemplo, o feriado comemorava-se sempre no último domingo de Fevereiro. E somente após a decisão da Assembleia Geral das Nações Unidas de proclamar o dia de Marcha Internacional das Mulheres, 8 de Março, que o feriado ganhou popularidade em todo o mundo e ficou com uma data fixa.

E neste dia especial apresentamos-lhe 10 fatos surpreendentes sobre as mulheres. Compilámos aqui uma lista de alguns fatos surpreendentes que pensamos que precisa saber:

1 – Os pesquisadores afirmam que as mulheres falam cerca de 20 mil palavras por dia, em média. São apenas 7 mil para os homens.

2 – De acordo com care.org, as mulheres produzem metade dos alimentos do mundo, mas são proprietárias de apenas um por cento de terras agrícolas.

3 – É à Mary Queen of Scots que tem sido atribuída a criação do primeiro campo de golfe do mundo.

4 – Atualmente, existem 17 países com as mulheres como chefes de governo, chefes de estado, ou ambos. De acordo com a ONU, é mais do que o dobro do que era em 2005.

5 – Da população total de mulheres que vivem atualmente no mundo, cerca de metade (54%) são mães.

6 – Geralmente considerado o primeiro romance do mundo, O Conto de Genji foi escrito no Japão por volta de ano 1000 por Murasaki Shikibu – uma mulher.

7 – Uma mulher possui em média mais de 25 pares de sapatos.

8 – A pesquisa mostrou que a probabilidade de uma mulher dar à luz a uma menina em vez de um menino aumenta significativamente quanto mais perto ela vive do equador.

9 – Segundo a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), 39 milhões de meninas no mundo inteiro não estão matriculadas na escola e são negadas o ensino secundário.

10 – Os dois QIs mais altos alguma vez registados num teste padrão pertencem a mulheres.

Agora que já gastei 700 palavras das minhas 20 mil diárias, deixe me ainda relembrar-lhe que não se esqueça de felicitar as mulheres importantes da sua vida. E para lhes ajudar a resolver mais alguns dos problemas do dia a dia, deixamos aqui as melhores ofertas da nossa loja online.

Mantenha-se Eco.

Frozen

With the weather events that occurred last weekend, we can think that after seeing snow in Algarve we have seen everything.

Even though it’s quite rare here in Portugal, there are many countries where the white precipitation is very usual. But today we’ll talk about a place where the snow is the only “dish of the day” every day, if you know what we mean. We present you with The 10 Facts About Antarctica.

Being it a continent so distant and mysterious, many of us have no opinion about Antarctica as far as we think it’s only ice and penguins. And indeed perhaps it is, because the average temperature on the mainland is -30C and the lowest temperature ever recorded was -89C! But if we have freshened your curiosity and you think to visit or even live there, we let you know that to live on the icy continent you must remove your wisdom teeth and appendix. This is because no surgeries are made on Antarctic stations, so you have to remove those parts even if they are perfectly healthy.

Interestingly, even if we think that there is no large population in the Antarctic, but it’s still enough to have a fire station. It belongs to McMurdo Station and employs professional firefighters. And while those wait for the next incident, they can have some fun at the southernmost bar in the world, Club 90 South.

In fact, even with all that ice the average width of which reaches 1,6km, the driest place on the planet is located precisely in Antarctica and is called The Dry Valleys. And even if it is so now, some 53 million years ago the average temperature on the continent was almost tropical, of + 20C degrees.

And maybe thinking about global warming that in January 1979, Emile Marco Palma became the first modern human being born on the Antarctic continent. This, however, was an action planned by Argentina to claim a part of Antarctica. The country sent a pregnant woman there on purpose.

In addition to other extraordinary things, technically Antarctica also contains all time zones on the planet. And actually, all longitude lines that we use to define time zones pass through the south pole which is located right in Antarctica.

And for those who still think that life in Antarctica must be anything but fun, the truth is that if you are adventurous enough it is the only place where you can go around the world by foot. But if you don’t want to go that far, take a spin on our website and see the new products.

Keep on Eco.

Congelados

Com os eventos climáticos que ocorreram no país no passado fim de semana, podemos pensar que depois de ver neve no Algarve já vimos tudo.

Mesmo que seja raro aqui em Portugal, há inúmeros países onde a precipitação branca é muito habitual. Mas hoje vamos falar de um local onde a neve é o único “prato do dia” todos os dias, se é que nos entende. Apresentamos-lhe aqui as 10 Curiosidades Sobre Antártida.

Por ser um continente tão longínquo e misterioso, muitos de nós não têm opinião sobre Antártida além de pensarmos que é só gelo e pinguins. E na verdade talvez é, até porque a temperatura média no continente é de -30C e a menor temperatura alguma vez registada foi de -89C! Mas se a sua curiosidade for despertada e alguma vez pensar visitar ou até morar lá, pois fique a saber que para viver no continente gelado tem de remover os dentes de siso e a apêndice. Isto é porque não se elaboram cirurgias nas estações antárticas, sendo assim tem de remover as tais partes mesmo que estejam perfeitamente saudáveis.

Curiosamente, mesmo que pensemos que não haja grande população na Antártida, mas é a suficiente para existir um quartel de bombeiros. Pertence à estação de McMurdo e emprega bombeiros profissionais. E enquanto esses esperam pelo próximo incidente podem entreter-se no bar mais meridional do mundo, Club 90 South.

Na verdade, mesmo com todo aquele gelo a largura média do qual chega à 1,6km, o lugar mais seco do planeta está localizado na Antártida e chama-se Vales Secos. E mesmo que agora estejam assim, há 53 milhões de anos a temperatura média no continente era quase tropical, de +20C graus.

E talvez pensando no aquecimento global que em janeiro de 1979, Emile Marco Palma tornou-se a o primeiro ser humano atual nascido no continente antártico. Esta, no entanto, foi uma ação planeada pela Argentina para reivindicar uma parte da Antártida. O país enviou uma mulher grávida para lá de propósito.

Além de outras coisas extraordinárias, tecnicamente Antártida também contém todos os fusos horários do planeta. E pensando bem, todas as linhas de longitude que usamos para definir fusos horários passam pelo Polo Sul que está localizado precisamente na Antártida.

Mas para aqueles que ainda pensam que a vida na Antártida deve ser tudo menos divertida, a verdade é que se for aventureiro o suficiente é o único lugar onde pode dar uma volta ao mundo a pé. Se não quiser ir tão longe, dê uma volta no nosso site e veja os novos artigos.

Mantenha-se Eco.

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑