Pesquisar

Sincerely, Eco

Mês

Janeiro 2016

Descobertos

Conhece aquela sensação quando olha para rua e às cinco da tarde ainda é de dia e parece que alguns raios de sol ainda andam perdidos algures no horizonte? Pois essa é a sensação que traz de volta a esperança de que a primavera já não demora muito para chegar, especialmente num dia de sol como este.

Ainda que não muito longos, nem muito quentes, mas estes dias são os melhores para planear e fazer aqueles pequenos passeios para aproveitar os bons ares e talvez descobrir algumas coisas já há muito descobertas.

As curiosidades de que vamos falar aqui hoje são, para alguns de nós, realidades que nos passam ao lado diariamente. Para os moradores da capital do Norte especialmente dedicado – lista de dez melhores lugares para visitar nos próximos tempos livres.

Começando por rio Douro, que durante o seu longo percurso tem mais que lugares fantásticos para serem apreciados. Das vinhas às pontes, das praias fluviais aos restaurantes com preciosidades regionais inesquecíveis. Nem dá para considerar isto como um lugar só, mas não nos vamos perder.

Assim de rajada temos a ponte de Dom Luís, o Palácio de Bolsa, Casa da Música, Torre dos Clérigos, Igreja de São Francisco, Livraria Lello & Irmão, Mosteiro de São Bento da Vitória, Paço Episcopal do Porto e tantos muitos outros. Não se esqueça também do fabuloso Sea Life Center, já visitou? Se ainda não, então guarde algumas horas do seu tempo livre e fique um turista na sua própria cidade, porque mesmo que seja aquela paisagem habitual que se tornou tão quotidiana, descubra que sem estes lugares a sua cidade não teria o mesmo toque mágico.

E já que vai passear não se esqueça de passar aqui no tão bem avizinhado jardim Soares dos Reis e visitar a nossa loja.

Mantenha-se Eco.

Anúncios

Movie nights

Simpliest food but still an international snack for movielovers around the world. Sweet, salty, with butter or caramel, vary from healthy to sickeningly sweet. Have you guessed what are we talking about? The popcorn!

At a time when most of the important film ceremonies happen, it’s more than appropriate to talk a bit about that appetizer without which no theater on earth survives.

It is not difficult to guess how someone discovered popcorn, just put the corn on some fire and let the heat do the effect. And what effect! In addition to the pleasant pops, who was never delighted with that wonderful smell of popcorn disperse in the air.

But have you ever heard that in addition to food, popcorn was and sometimes still is used as a decorative element? We get you to know that from long ago native americans used popcorn for hair decoration and also home ornament. As evidence of it, more than thirty years ago in the Peruvian mountains historians has discovered an urn with a drawing of god of corn wearing a crown made of popcorn.

As much as this sounds ridiculous, it’s hard to think of a food that is more American than corn or popcorn and there is a very intelligent reason that explains why. The popcorn in its composition has twice the iron as in meat and four times more fiber than in potatoes. Furthermore, it is a great bread substitute for people following diet.

And if you are still not convinced, we must say that a museum in New Mexico has an exhibition with popcorn more than 5600 years old. And if you want to see your favorite snack as well saved, here’re best promotions for our products.

Keep on Eco.

Movie nights

Comida muito simples, mas é um snack internacional para cinéfilos em todo o mundo. Doce, salgada, com manteiga ou caramelo, pode variar de saudável para doentiamente doce. Já sabe sobre o que estamos a falar, não? São as pipocas!

Numa altura em que a maioria dos mais importantes eventos cinematográficos acontecem, é mais do que apropriado falamos um pouco sobre aquele aperitivo sem o qual nenhum cinema na face da terra sobrevive.

Não é difícil adivinhar como alguém descobriu a pipoca, basta colocar o milho ao lume e deixar que o calor faça o efeito. E que efeito! Para além dos agradáveis estalinhos, quem nunca se deliciou com aquele cheirinho maravilhoso que as pipocas dispersam pela casa.

Mas alguma vez ouviu falar que além de alimento, a pipoca foi e, às vezes, ainda é utilizada como um elemento de decoração? Pois fique a saber que muitos povos nativos do continente americano desde muito antigamente utilizam pipocas para decoração de cabelo e também para enfeite de casa. Como prova disso, há mais de trinta anos atrás nas montanhas peruanas foi descoberta uma urna com o desenho do deus de milho que usava uma coroa feita de pipocas.

Por mais que isto pareça ridículo, é difícil pensar num alimento que seja mais americano que o milho ou as pipocas e existe uma razão muito inteligente que explica o porque. As pipocas na sua composição têm o dobro de ferro que a carne e quatro vezes mais fibra que as batatas, além disso são um ótimo substituto de pão para as pessoas que seguem dieta.

E se ainda não ficou convencido, temos a dizer que num museu em estado de Nova México estão em exposição pipocas com mais de 5 600 anos de idade. E se quer ver o seu snack favorito assim bem guardadinho, veja aqui as promoções para os nossos melhores produtos.

Mantenha-se Eco.

Chocolate

Já é habito de falarmos aqui sobre temas estranhos, curiosos ou ainda engraçados, mas hoje preparamos algo delicioso só para si. Cremoso, aromático e saboroso, este superalimento é mundialmente adorado e não é por nada.

Hoje vamos falar de chocolate e não só, porque o mês de janeiro tem um dia muito especial que é dedicado a uma mistura irresistível que é bolo mais o chocolate, que os dois juntos formam uma das coisas mais magnificas de sempre – bolo de chocolate! Macio, cremoso e delicioso, desde pãezinhos e croissants com creme aos deliciosos petit gateauxs, este são os doces que saciam todas as gulosices.

Mas por mais que a nossa vontade seja comer chocolate todos os dias para sempre, infelizmente, desde 2010 o chocolate ou a sua matéria prima – cacau está, não oficialmente, declarada em extinção. À velocidade a que estamos a consumir chocolate, em duas décadas ele será uma iguaria rara. A Associação de Pesquisa do Cacau de Inglaterra diz que não só será difícil haver chocolate para todos como também ele ficará muito mais caro. Será como o caviar, tão caro e escasso que uma pessoa comum não o conseguirá comprar.

Mas não fique desanimado, porque dentro de vinte anos que faltam ainda há muito chocolate para deliciar. E para proteger o mais querido superdoce veja aqui os melhores produtos da nossa loja Ecoced.

Mantenha-se Eco.

Chocolate

As you may have noticed it is a habit here to talk about strange, curious or funny things, but today we prepared something delicious just for you. Creamy, aromatic and tasty this superfood is widely worshiped and it has its reasons.

Today we’ll talk about chocolate and not only because January has a very special day that is totaly dedicated to an irresistible mix which is cake and chocolate, and both of them together form one of the most magnificent things ever – chocolate cake! Soft, creamy and delicious, from rolls and croissants with cream to delicious petit gateaux, chocolate is that one thing for all sweet tooth aroud.

But as much as our will is to eat chocolate every day forever, unfortunately, since 2010 the chocolate or its raw material – cocoa, is, still unofficially, declared endangered. At the speed at which we are consuming chocolate, in two decades it will be a rare delicacy. The Cocoa Research Association of England says it will not only be difficult to have chocolate for all but also it’ll be much more expensive. It will be like caviar, so expensive and scarce that the average person will not spend means to buy it.

But do not get discouraged, because in twenty years there is still plenty of time to eat all chocolate you want. And to protect the dearest sweetfood see some of the best products from our online shop Ecoced.

Keep on Eco.

Universal

Have you ever felt as if the whole world was spinning around and around with no end? Don’t worry, you are not the only one, we all do and, even more so, all the time! Earth Rotation Day is a little reminder that we are all spinning out of control and there is nothing we can do about it.

Perhaps most of us know that, as a day lasts 24 hours and a year 365 days, one spin of our Earth has the same duration. However, as the rotation of the blue planet, also our Sun goes around the center of our galaxy and, interestingly, just a few days ago has completed its 18th birthday. The time that our solar system took to become “of age” was much bigger than you can imagine, prowling the exorbitant 4 billion years, with an average of 225 million of Earth years for each solar year.

And if you are already feeling dizzy with all these years, now think of a number that would be the speed with which our dear planet, including all of us on it, moves through space. Many will think of thousands maybe millions, but the real speed is extraordinary. On average the speed at which the Earth and the Sun move through space is 828 000 km/h or 230km/s! So next time you are driving (always complying the limits) add to the value of your speed almost one million kilometers more and think that you are traveling through universe at a speed of light.

Now, do not hurry and let the time and space take you where you need to be. Meanwhile, check our online shop  and new services from CED.

Keep on Eco.

Universais

Alguma vez já se sentiu como se todo o mundo a sua volta estivesse a girar e a girar sem fim? Não se preocupe pois não é o único, todos nós estamos e, ainda para mais, o tempo todo! O Dia de Rotação da Terra é um pequeno lembrete de que estamos todos girando fora de controlo, e não há nada que possamos fazer sobre isso.

Talvez a maioria de nós sabe que, tal como o dia que dura 24 horas e o ano 365 dias, uma volta da nossa Terra tem precisamente essa duração.  No entanto, assim como a ronda do planeta azul, também o Sol gira a volta do centro da nossa galáxia e, curiosamente, há poucos dias completou o seu décimo oitavo aniversário. O tempo que o sistema solar demorou para se tornar “maior de idade” foi muito maior do que possa imaginar, rondando os exorbitantes 4 mil milhões de anos, com uma duração média de 225 milhões de anos terrestres para cada um ano solar.

Mas se já está a sentir-se tonto com todos esses anos, pense agora num número que seria a velocidade com que o nosso querido planeta, incluindo todos nós nele, se move através do espaço. Muitos vão pensar em milhares talvez milhões, mas a verdadeira soma de velocidades é extraordinária. Em média a velocidade com que a Terra se desloca pelo espaço são 828 000 km/h ou 230km/s! Por isso para a próxima vez que estiver a conduzir (sempre cumprindo os limites) acrescente ao valor da sua velocidade quase um milhão de quilómetros a mais e pense que está a viajar pelo universo a uma velocidade de luz.

Agora não tenha pressa e deixe que o tempo e o espaço o levem para onde precisa de estar. Enquanto isso, consulte aqui a nossa loja online e verifique os novos serviços da CED.

Mantenha-se Eco.

ced_ecoced_inforgrafia

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑