Pesquisar

Sincerely, Eco

Mês

Novembro 2015

Timeless

When we speak of human history some may point to the Middle Ages, others will speak of the Roman Empire or Chinese or Byzantine or Egyptian and perhaps the furthest our memory take us is to the tribes who built Stonehenge or Gobekli Tepe, the oldest monument ever found, which with its 10,000 years refers to unimaginable events. But today we will talk about periods in time we may have never fantasized about being dominated by human presence.

It all begins in the Ethiopian desert where, in November 1974, a paleoanthropologist Donald Johanson discovered parts of a fossil that have belonged to a hominid being. After a detailed analysis it was proved that the bones would be of a creature with human appearance, which certainly walked upright. The same fossil was later dated with the phenomenal three million years – much older than any other known fossils of hominids so far.

Lucy, the name that was given to it because of The Beatles hit “Lucy in the Sky with Diamonds” which kept playing on the radio during the excavation, supposedly was 110 cm tall and weighed 29 kg. After the reconstruction, the creature looked a bit like a standing chimpanzee, had a small brain, but the pelvis and leg bones were almost identical to those of modern humans, showing with certainty that the Lucy’s specie was one of our earliest ancestor.

Now don’t keep waiting for Lucy. If you have a company and you are thinking about adding health, safety or pest control services, do not hesitate to contact our partners – CED.

Keep on Eco.

Anúncios

Intemporais

Quando falamos de história humana alguns podem apontar para a Idade Média, outros falarão do Império Romano ou Chinês ou Bizantino ou Egípcio e talvez o mais longe que a memória nos leve é até as tribos que construíram o Stonehenge ou ainda Gobekli Tepe, o monumento mais antigo alguma vez encontrado, que com os seus 10 mil anos remete para acontecimentos inimagináveis. Mas hoje vamos falar de períodos no tempo que talvez nunca fantasiamos ser dominados pela presença humana.

A história começa no deserto etíope onde, em novembro de 1974, o paleoantropólogo Donald Johanson descobriu partes de um fóssil que terá pertencido a um ser hominídeo. Depois de uma análise detalhada ficou comprovado que as ossadas seriam de uma criatura com aspeto humano que, evidentemente, caminhava em posição vertical. O mesmo fóssil mais tarde foi datado com os fenomenais três milhões de anos – muito mais velho que os outros fósseis de hominídeos conhecidos até o momento.

A Lucy, nome que lhe foi dado por causa do hit “Lucy in the Sky with Diamonds” dos Beatles que não parava de tocar na rádio durante a escavação, tinha 110cm de altura e pesava 29 kg. Após a reconstrução, a criatura parecia um pouco como um chimpanzé, tinha um cérebro pequeno, mas a pélvis e os ossos das pernas eram quase idênticos aos dos seres humanos modernos, mostrando com certeza que a espécie da Lucy fazia parte dos nossos mais antigos ancestrais.

Agora não fique a espera da Lucy. Se tem uma empresa e está a pensar em adicionar serviços de higiene e segurança ou controlo de pragas não hesite em contatar os nossos parceiros da CED.

Mantenha-se Eco.

Internationalized

Even though it is not generally known, the International Men’s Day is an annual event celebrated in over 70 countries. It was initially opened in 1992, but the project was re-started only in 1999 in Trinidad and Tobago. Today, it is supported by the United Nations and UNESCO, the director of which indicated that it was the greatest idea that would balance the genders, speaking of the internationally recognized and celebrated Women’s Day.
On november 19th the five continents come together to not only celebrate the day of man, but as well the promotion of gender equality, highlighting positive male role models. This is an excellent occasion to accentuate the greatest objective to promote basic humanitarian values.
International Men’s Day is celebrated in Trinidad and Tobago, India, Jamaica, Australia, Argentina, Belgium, China, United States, Romania, Singapore, Malta, United Kingdom, South Africa, Tanzania, Zimbabwe, Botswana, Burundi, Hungary, Ireland , Lithuania, Canada, Denmark, Norway, Austria, Croatia, Bosnia and Herzegovina, Ukraine, France, Italy, Pakistan, Grenada, Cuba and Antigua and Barbuda, which creates a colorful set of international diversity.
Although both Men’s and Women’s Day have their main focus on one particular gender, neither intends to mirror an ideological image, but to point the problems that each gender has to deal with on daily basis.
And no matter what day or gender we are celebrating, it is important to remember that what unites us all is the fact that we are human and that above all we must respect and accept each others differences. Regardless which is our gender, race or nationality, after all, it all depends on all of us to make our small blue planet better.
Here’s the list of products in the online shop Ecoced that are environmentally friendly and harmless to both our “little problems” and our loved ones.
Keep on Eco.

Internacionalizados

Mesmo que não seja normalmente reconhecido, o Dia Internacional do Homem é um evento anual celebrado em mais de setenta países. Inicialmente inaugurado em 1992, o projeto foi re-iniciado em 1999 em Trinidad e Tobago. Hoje em dia conta com o apoio de Organização de Nações Unidas, ONU, e a UNESCO, diretora do qual indicou que era uma excelente ideia que daria equilíbrio aos géneros, tendo em conta o internacionalmente reconhecido e celebrado dia de mulher.
Dia 19 de novembro os cinco continentes juntam-se para não só comemorar o dia do homem como também promover a igualdade dos géneros e destacar modelos masculinos positivos. Esta é uma excelente ocasião para também realçar o objetivo mais amplo de promover os básicos valores humanitários.
Dia Internacional do Homem é celebrado em Trinidad e Tobago, Índia, Jamaica, Austrália, Argentina, Bélgica, China, Estados Unidos, Roménia, Singapura, Malta, Reino Unido, África do Sul, Tanzânia, Zimbabwe, Botswana, Burundi, Hungria, Irlanda, Lituania, Canada, Dinamarca, Noruega, Áustria, Croácia, Bósnia e Herzegovina, Ucrânia, França, Itália, Paquistão, Grenada, Cuba e Antigua e Barbuda, que cria um colorido conjunto de diversidade internacional.
Apesar de tanto o dia do homem como o dia de mulher terem o seu maior foco num género específico, nenhum dos dois pretende espelhar uma imagem ideológica e sim realçar os problemas que cada um dos géneros tem de lidar com no dia-a-dia.
Independentemente de qual seja o dia ou a celebração de que género estamos a comemorar, é importante que nos lembremos sempre que o que nos une a todos é o facto de sermos humanos e que acima de tudo devemos respeitar e aceitar as demais diferenças. E não importa qual seja o nosso género, raça ou nacionalidade, porque no final de contas, depende de todos nós a deixar o nosso pequeno globo azul melhor.
Veja aqui a lista dos produtos da loja online Ecoced que são ecológicos e inofensivos tanto para os pequenos problemas que o incomodam como para os seus queridos.
Mantenha-se Eco.

Martinmas

St. Martin’s Day, also known as Martinstag or Martinmas or Martin le Miséricordieux, is celebrated on November 11 every year.

The day was dedicated to Martin of Tours which started as a Roman soldier, but later, already as an adult, was baptized and became a monk. The story tells that he was a kind man who led a quiet and simple life. The most famous legend about his life is that he once cut his cloak in half to share with a beggar during a storm to save him from dieing of cold. Legend says that on that day, when Martin was suffering from cold during his trip, the heavens opened and a very delicate sun warmed all around and the storm has passed. Since then, every year before the winter  we always have that little gift of few days of the summer weather from St. Martin.

Since the early Middle Ages St. Martin was known as a friend and patron of the children of the poor. As Martin himself, this holiday has its origins in France, but later dispersed to England, Germany, Scandinavia and Eastern Europe. It is the supposed celebration of the end of the agricultural year and the beginning of the harvest.

Martinmas, which originated in northern Europe, generally has two meanings: in agricultural calendar marks the beginning of the natural winter, but in the economic calendar it is seen as the end of autumn. The festival coincides not only with the conclusion of the Octave of All Saints, but also the time when newly produced wine is ready to be consumed and all the final preparations for the winter are done. Because of this, the feast of St. Martin is very similar to the American Thanksgiving Day – a celebration of the earth’s generosity.

In many countries the celebrations begins on the eve of St. Martin’s Day, insted on 10th of November. Bonfires are built and children usually carry lanterns on the streets after sundown, singing special songs for which they are rewarded with sweets. This tradition is most common in the Northen countries and most of Europe have different celebrations.

Namely in Austria “Martinloben” is celebrated on 10th of November as a harvest festival. Celebrations include art exhibitions, wine tasting and live music. “Martinigansl” – roasted goose – is the traditional dish of the season.

On the other hand, in Belgium the height of the celebrations is on the night of November 11. Children roam the streets with paper lanterns and candles singing songs about St. Martin. Sometimes a man disguised as the saint rides on horseback in front of the procession. In the eastern part of Belgian province of West Flanders, children receive gifts from friends and family supposedly coming from St.Martin, unlike the tradition in other countries of Eastern Europe where is St. Nicholas, on 5th or 6th of December, who brings gifts for the “well-behaved” kids.

A Czech proverb related to the St. Martin’s Day – “Martin přijíždí in Bilem koni” meaning “Martin is coming on a white horse” which is related with a common occurrence in the region – in the first half of November most of the times is the time when it starts to snow. St. Martin’s Day traditional festival in the run-up to Advent – Lent before Christmas. Roasted geese and the Czech version of Beaujolais nouveau, vino Svatomartinské or young wine of the recent harvest are served during the party. It is custom that the wine shops and restaurants around Prague offer the first wines on St. Martin’s Day at 11PM.

A custom widespread in Germany are the bonfires on the eve of St. Martin, called “Martinsfeuer.” In recent years, processions accompanying such fires are made almost two weeks before “Martinmas”. At the same time, down of the Rhine is always well-lit by small bonfires on the holiday eve. In the region of Rhineland, the Martin’s Day is traditionally celebrated with a meeting at which a roast suckling pig is shared with the neighbors. A few nights before and the night of November 11th the children walk in procession carrying lanterns made in school and also sing songs to St. Martin. Normally, the walk starts at a church and goes to a public square. A man on horseback, dressed as St. Martin, accompanies the children. When the procession reaches the square, a large bonfire is already kindled and special recepy pretzels are distributed to everyone.

The origin of the lanterns procession is unclear. For some it is a substitute of the St. Martin’s bonfire, which is lit in many other cities and towns across Europe to ward off the winter chill. Previously, the fire symbolized the light that holiness brings to the darkness, as well as St. Martin brought hope to the poor through his good deeds. And even though the tradition of large fires is gradually fading, the procession of lanterns is still practiced.

In Portugal, St. Martin’s Day is a party associated with wine ripening celebration, traditionally being the first day when the new wine can be tasted. A typical Portuguese adage related to St. Martin’s that is well known in Portugal is: It is the feast of St. Martin, we eat chestnuts, we prove the wine.

We portuguese celebrate “magusto” around a campfire, eating the roasted chestnuts and sometimes dried figs and nuts. Traditionally, the harvest process is finalized treading the grapes in vats barefoot and leaving the juice to ferment for several days. The jeropiga a sweet liqueur, obtained in a very similar way with addition of some alcohol to the fermented grape juice, is another beverage usually consumed during the feast of St. Martin.

Older traditions include people masking their faces with dark wood ashes from the fire. This holiday is very popular because of good weather that usually takes place in Portugal this time of the year. As the sun warms us in these last days, anticipating the coming of St. Martin with a handful of gifts, we make the most of the best this time of year has to offer. See also offers online store Ecoced and spend the holiday without worries.

Keep on Eco.

Martinmas

Dia de São Martinho, também conhecido como Martinstag ou Martinmas ou Martin le Miséricordieux, é comemorado dia 11 de novembro de cada ano.

O dia foi dedicado ao Martinho de Tours que começou como um soldado romano, mas posteriormente, já em adulto, foi batizado e tornou-se um monge. A história conta que ele era um homem amável que levava uma vida tranquila e simples. A lenda mais conhecida sobre a sua vida é que uma vez ele cortou a sua capa ao meio para a compartilhar com um mendigo durante uma tempestade para salvar o mendigo de morrer de frio. A lenda conta que naquele dia, quando o Martinho estava a sofrer de frio durante a sua viagem, o ceu abriu e um sol bem delicado aqueceu tudo a volta e a tempestade passou. Desde então, todos os anos antes do inverno entrar se apoderando de tudo, temos sempre aquele pequeno presente de alguns dias de verão de São Martinho.

Desde os inícios de Idade Média São Martinho era conhecido como amigo dos filhos e padroeiro dos pobres. Como o próprio Martinho, este feriado teve a sua origem na França, mas posteriormente dispersou para a Inglaterra, Alemanha, Escandinávia e Europa Oriental. É a suposta celebração do final do ano agrário e o início da colheita.

Martinmas, que teve origem no norte europeu normalmente tem dois significados: no calendário agrícola marca o início do inverno natural, mas no calendário económico é visto como o fim do outono. A festa coincide não só com a conclusão da Oitava de Todos os Santos, mas também com o tempo de colheita, o momento em que recém-produzido vinho está pronto para consumir e é o final das preparações para o inverno. Devido a isso, a festa de São Martinho é muito parecida com o dia de Ação de Graças americano – uma celebração da generosidade da terra.

Em muitos países, as celebrações começam ainda na véspera de São Martinho, ou seja, no dia 10 de novembro. Fogueiras são construídas e as crianças carregam lanternas nas ruas depois de anoitecer cantando músicas especiais pelas quais são recompensadas ​​com doces. Esta tradição é mais habitual nos países nórdicos e a maior parte da Europa tem celebrações diferentes.

Nomeadamente na Austria “Martinloben” é comemorado no dia 10 de novembro como um festival de colheita. Os eventos incluem exposições de arte, degustação de vinhos e música ao vivo. “Martinigansl” – ganso assado – é o prato tradicional da temporada.

Já na Bélgica a altura das comemorações é na noite de 11 de novembro. As crianças percorrem as ruas com lanternas de papel e velas a cantar músicas sobre São Martinho. As vezes, um homem disfarçado de São Martinho anda a cavalo na frente da procissão. Na parte leste da província belga de Flandres Ocidental, as crianças recebem presentes da família e amigos supostamente vindo de São Martinho ao contrário da tradição nos restantes países do leste da Europa onde é o São Nicolau, no dia 5 e 6 de dezembro, que traz presentes para as crianças “bem-comportadas”.

Um provérbio checo relacionado com a Festa de São Martinho – “Martin přijíždí na koni Bilem” que significa “Martin está vindo num cavalo branco” que representa uma ocorrência habitual na região – na primeira quinzena de novembro na República Checa é o momento em que muitas vezes começa a nevar. O dia de São Martinho é o dia de festa tradicional, no período de preparação para o Advento – quaresma antes do Natal. Gansos assados e a versão checa do Beaujolais nouveau, Svatomartinské vino ou o vinho jovem da colheita recente são servidos durante a festa. Já é costume que as lojas de vinho e os restaurantes nos arredores de Praga ofereçam os primeiros vinhos de São Martinho às onze da noite.

Um costume muito difundido na Alemanha são as fogueiras na véspera de São Martinho, chamadas de “Martinsfeuer.” Nos últimos anos, as procissões que acompanham esses lumes são feitas quase duas semanas antes de “Martinmas”. Ao mesmo tempo, a baixa do rio Reno está sempre bem iluminada por pequenas fogueiras na véspera do feriado. Na região da Renânia, o dia de Martinho é celebrado tradicionalmente com uma reunião durante a qual um leitão assado é compartilhado com os vizinhos. Algumas noites antes e na noite de 11 de novembro as crianças caminham em procissão levando lanternas que fizeram na escola e também cantam músicas para São Martinho. Normalmente, a caminhada começa numa igreja e vai até uma praça pública. Um homem a cavalo, vestido como São Martinho, acompanha as crianças. Quando a procissão chega à praça, uma fogueira grande já está ateada e os pretzels de Martinho são distribuídos para todos.

A origem da procissão de lanternas não é clara. Para alguns, é um substituto da fogueira de São Martinho, que está acesa em muitas outras cidades e vilas em toda a Europa para espantar o frio do inverno. Anteriormente, a fogueira simbolizava a luz que a santidade traz para a escuridão, assim como São Martinho trouxe esperança para os pobres através de suas boas ações. E mesmo que a tradição de grandes fogos está gradualmente a desaparecer, a procissão de lanternas ainda é praticada.

Já em Portugal, o dia de São Martinho é uma festa associada com a celebração de amadurecimento do vinho, sendo tradicionalmente o primeiro dia em que o novo vinho pode ser degustado. Um ditado típico português relacionado com o dia de São Martinho que todos nós sabemos: É dia de São Martinho, comem-se castanhas, prova-se o vinho.

Celebramos o magusto, tradicionalmente, em torno de uma fogueira, comendo castanhas assadas sob as brasas da fogueira e, por vezes, figos secos e nozes. Também é costume beber água-pé, feita pela adição de água ao bagaço mais o sumo de uva. Tradicionalmente o processo de vindima é finalizado pisando as uvas em cubas com os pés descalços e deixando o suco fermentar durante vários dias para poder adicionar à água-pé.  A jeropiga, um licor doce obtido de uma forma muito semelhante, é uma outra bebida usualmente consumida durante a festa de São Martinho.

As tradições mais antigas incluem também as pessoas mascararem os seus rostos com as cinzas de madeira escura da fogueira. Este feriado é bastante popular por causa do bom tempo que habitualmente ocorre em Portugal nesta época do ano. Assim como o sol que nos aquece nestes últimos dias, antecipando a vinda do São Martinho com uma mão cheia de presentes, vamos aproveitar ao máximo o melhor que esta altura do ano tem para oferecer. Veja também as ofertas da loja online Ecoced e passe o feriado sem preocupações.

Mantenha-se Eco.

Encantados

A música é encontrada em todas as culturas conhecidas, no passado e no presente, variando amplamente entre os tempos e lugares. Uma vez que todos os povos do mundo, incluindo os grupos tribais mais isolados, têm uma forma de música, pode-se concluir que a música provavelmente surgiu ainda na população ancestral antes da dispersão dos seres humanos ao redor do mundo. Curiosamente, o nosso fascínio pelo som e o ritmo vem do batimento cardíaco que todos ouvimos ainda no ventre da mãe e evoluiu em algo que se tornou um constituinte fundamental da vida humana.

E para todos aqueles que dizem que não gostam e não dançam, já sabemos que não conseguem fugir a magia da música porque o seu coração irá automaticamente tentar sincronizar o seu ritmo com o tempo de uma canção. De acordo com os últimos estudos, os seres humanos e algumas aves são os únicos animais conhecidos a ter esse efeito, sugerindo que os nossos corpos são feitos para serem movidos pela música.

Bem sabemos que ouvir a sua música favorita pode aumentar o nosso bem-estar e a disposição no geral. Uma equipa de investigadores da Alemanha descobriu que ouvir música que nos é agradável aumenta os níveis de serotonina, que é um neurotransmissor responsável por induzir bons sentimentos e, curiosamente, regular os seus movimentos intestinais. De qualquer forma, isso explica por que nos sentimos tão bem depois de um concerto com artista ou banda pereferida, porque a sua música favorita pode ajudá-lo a relaxar depois de um dia cansativo, ou uma discussão, ou mesmo o stress e os problemas pós-traumaticos. É por essa mesma razão que as pessoas se tornam fãs de uma banda particular, é como se eles desenvolvessem uma dependência emocional junto a algo que faz o seu coração esquecer os problemas e entrar no mundo magico do som.

Enquanto o ritmo que gostamos nos faz sentir bem, aquele que achamos desagradável tem o efeito contrário. Para além da música, todos nós já passamos por aquela experiência de não conseguir dormir por causa de um cão que não parava de latir a noite toda ou as gaivotas que estavam demasiado animadas ao meio da manha num fim de semana. A loja Ecoced tem as melhores soluções para que possa desfrutar o melhor de um ambiente sereno ao som das suas músicas preferidas.

Mantenha-se Eco.

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑